Clipe da Semana - Summertime Sadness


Não sou uma fã da Lana. Não escuto muito suas músicas, não conheço muito seu trabalho, então não posso falar sobre ela. Eu gosto da música Summertime Sadness. Gosto da melancolia presente na canção.

No clipe o que me agrada, além da música melancólica (o clipe segue a mesma linha também), é a fotografia. Acho absurdamente linda. 

28 de junho de 2013

Livros Imperdíveis #1

Resolvi começar a postar uma coluna por conta de um pedido de uma amiga. Ela queria que eu fizesse uma lista de livros que considero imperdíveis, que todos deveriam ler.

Então resolvi postar livros de várias épocas, vários estilos, mas que eu (que fiquei claro que é uma opinião pessoal) penso que valem a leitura.

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público. (Resenha do livro aqui)



Neste thriller de estreia de Giorgio Faletti, um agente do FBI e um detetive enfrentam um serial killer em Montecarlo, no glamoroso Principado de Mônaco. Trata-se do caso mais angustiante de suas carreiras: capturar o assassino que anuncia seus próximos alvos por meio de enigmas propostos em telefonemas para um programa de rádio, conduzido por um apresentador carismático. 

Para confundir a polícia, músicas são utilizadas como pistas dos crimes, cujas doses de barbárie e astúcia abatem e desnorteiam policiais, investigadores e psiquiatras. Os assassinatos, caracterizados pela frase Eu mato escrita com sangue, são marcados por uma violência que não poupa nem mesmo a pele das vítimas.
(Resenha do livro aqui)
27 de junho de 2013

Resenha: One Step Too Far


Título original: One Step Too Far
Autora: Tina Seskis
Editora: Kirk Parolles
Ano: 2013
ISBN: 9780957544321
Idioma: Inglês
Páginas: 352

Este foi um daqueles livros que você dá uma olhada muito superficial na sinopse antes de ler. Não sabia muita coisa antes de começar a leitura. Tinha desejado ler sem ter muitas informações sobre o livro.

O livro conta a história de Emily Coleman, uma mulher que aparentemente tem tudo: um belo casamento, um grande família, uma vida estável. Só que um dia ela muda completamente. Abandona sua família e recomeça uma nova vida, onde ninguém a conhece nem sabe os segredos do seu passado. Mas quais os motivos para a mudança tão repentina? O que desencadeou atitude tão drástica?
26 de junho de 2013

Crítica: Chicago (2002)


Quem acompanha o blog deve ter visto que eu vivo repetindo que amo musicais, seja no teatro ou nas telas, tanto da TV quanto do cinema. E como não podia deixar de ser, acredito que Chicago é um dos melhores musicais produzidos pelo cinema nos últimos anos. E ainda bem que voltaram a produzir musicais de qualidade, porque para quem gosta, não existe nada igual.

Para quem conhece a trajetória dos musicais no cinema, fica clara a influência de O Show Deve Continuar (All the jazz, para mim e para os que amam os títulos originais) e o clássico Cabaret. O número inicial de Velma Kelly, interpretada com extrema competência pela bela da Catherine Zeta-Jones, é de encher os olhos e totalmente cheio de referências aos dois filmes, além das óbvias referências teatrais, que permeiam todo o filme. E isso não é surpreendente, visto que Rob Marshall tem toda uma carreira como coreógrafo e diretor de teatro.

25 de junho de 2013

Resenha: Inferno


Título Original: Inferno
Autor: Dan Brown
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
ISBN: 9788580411522
Idioma: Português
Páginas: 448

Sempre gostara da solidão e da independência que sua vida de solteiro lhe proporcionava, embora precisasse admitir que, nas condições em que se encontrava, preferia ter um rosto conhecido ao seu lado.

Há alguns anos li “O código da Vinci”, e apesar de não ter gostado de algumas coisas, achei a narrativa do Dan Brown fascinante e o personagem Robert Langdon também. Apesar disso não li os outros livros do autor. Então quando vi que “Inferno” seria lançado achei que seria uma oportunidade excelente para ler outra coisa do famoso escritor.
24 de junho de 2013

Filmes da Semana 13 (2013)

Se Beber Não Case - Parte III


Não sou necessariamente uma fã da trilogia, mas assisti todos os filmes e, confesso que me divirto. Se o primeiro foi uma comédia inovadora, diferente do que estavam fazendo em Hollywood, o segundo foi uma cópia da mesma fórmula só que em Bangkok. Achei apelativo e com piadas que não faziam tanta graça.
Nesta terceira parte temos uma "homenagem" ao primeiro filme. Com piadas engraçadas e politicamente incorretas, é um filme divertido, apesar de não ter nada de inovador.
Não é uma grande história. É entretenimento fácil.

23 de junho de 2013

Clipe da Semana - Crazy


Quando era criança eu assistia na MTV (bons tempos da MTV Brasil) o clipe desta música do Aerosmith, banda que eu sempre vou dizer que é das melhores. Lembro que eu amava porque ele conta uma história, e sempre adorei clipes assim. Ficava invejando a liberdade e a coragem da Liv Tyler e da Alicia Silverstone. O tempo passou, eu hoje escuto uma infinidade de coisas, mas ainda acho divertidíssimo ver a historinha do clipe da música. Me dá contade de enlouquecer.

21 de junho de 2013

Nashville


Como eu adoro musicais de todos os tipos, não podia deixar de assistir a aposta do canal ABC no estilo. Nashville é um musical adulto (ainda bem!) que retrata a vida dos cantores de música Country. A cidade que dá nome ao seriado (cidade real, que fica no Tennessee) é o lugar que os cantores desse estilo vão para tentar a sorte grande.  Assim conhecemos as duas protagonistas.


Lançamento: Se eu fosse uma árvore


E se você fosse uma árvore?

Crianças são curiosas por natureza. Mas será que alguma delas já parou para pensar como seria a sua vida se fosse uma árvore?

A autora e ilustradora Talita Nozomi, quando criança, pensou. Pensou e guardou essas ideias maluquinhas, que hoje foram transformadas no livro Se eu fosse uma árvore, lançado pela Editora Gaivota.

De forma delicada, o leitor é transformado em uma árvore robusta, que se enche de flores na primavera e no inverno fica nua. Que transforma as folhas secas em um macio tapete para os amigos e cujos frutos inspiram artistas a criar. É assim que esse narrador imagina a sua vida como árvore – e sem dúvida, vale a pena deixar de ser gente um pouquinho e conhecer a maravilha de ser o pouso de passarinhos.

18 de junho de 2013

Filmes da Semana 12 (2013)

Faz tempo que postei esta coluna. Isto aconteceu porque não andei assistindo filmes. Andei sem tempo, e quando podia, atualizava minhas séries.
Só que finalmente consegui voltar a frequentar o cinema e a assistir uns filminhos em casa. Acabei vendo um número grande durante a semana.

Sou louco por você

O filme é uma adaptação do livro do Federico Moccia. a trama é basicamente a mesma, com algumas mudanças, mas nada que comprometa a história. H (até hoje não entendi porque no filme o nome dele não é Step) volta para Barcelona (no livro os personagens vivem em Roma) e tem que lidar com seu passado, que ainda é doloroso. Logo ele conhece Gin, uma jovem intensa e que se torna importante na vida dele.
O filme foca bastante  nos sentimentos de H, seus relacionamentos e suas dificuldades na vida. Gostei bastante de como tudo foi conduzido; inclusive algumas modificações que foram feitas na adaptação me agradaram, funcionaram bem. É um romance bonito e complicado, porque o protagonista é muito complicado. As interpretações são bastante convincentes e a trilha sonora me agradou. Algumas músicas são cantadas pela intérprete da personagem Gin, a atriz Clara Lago. 
É uma boa pedida para quem gosta de romances e de histórias sobre amadurecimento.
16 de junho de 2013

Perua, eu?



Há quem diga que sou perua. Eu não me definiria assim.

Gosto de me arrumar, de moda, mas peco na hora de fazer as sobrancelhas, tenho preguiça e sempre acabo deixando uns pelinhos indesejados crescerem.

Mas se tem uma coisa que tenho verdadeira fascinação – além dos livros, filmes e seriados – são as coisinhas para decorar as unhas.

Clipe da Semana - Shake It Out


Estranho nunca ter colocado o clipe desta música aqui. Adoro o som da Florence e Shake It Out é uma das minhas músicas favoritas da cantora. Me relaciono profundamente com a letra, acho simplesmente fantástica.

O clipe pra mim é uma boa representação daquilo que as palavras da música dizem. Pra mim faz sentido se você prestar atenção no que ela está dizendo. Não precisa ser explicado, basta senti-lo.

13 de junho de 2013

Resenha: A Moment


Título original: A Moment
Autora: Marie Hall
Editora: Marie Hall Publishing
Ano: 2013
ISBN: 9781301602438
Idioma: Inglês
Páginas: 320

A Moment conta a história de Liliana e Ryan. Ela, uma jovem de 21 anos que ficou grávida muito cedo e foi obrigada a reconfigurar toda a sua vida por causa da gravidez na adolescência. Ele, com 26 anos, tem um passado que o atormenta e não o permite viver, e sim, sobreviver. De maneira súbita os dois acabam se apaixonando e vivendo um relacionamento muito intenso, que pode transformar para a sempre a vida dos dois.

12 de junho de 2013

Resenha: Sou Louco Por você


Título Original: Ho Voglia Di Te
Autor: Federico Moccia
Editora: Planeta
Ano: 2011
ISBN: 9788576656142
Páginas: 352

Li “Três Metros Acima do Céu” e fiquei apaixonada pela história de amor entre Babi e Step. Achei tudo lindo e ao terminar o livro soube da continuação e fiquei com muita vontade de ler. Quase um ano depois peguei a sequência e li Sou Louco Por Você.

Pode conter spoilers de Três Metros Acima do Céu

Step volta para Roma depois de viajar para Nova York e ficar lá por dois anos. No fundo, ele ainda não esqueceu Babi e todas as coisas que eles viveram. Retornar para sua cidade é complicado. Tudo está cheio de recordações de um passado que ainda dói, mas é bonito. Ainda envolto em sua melancolia, Step conhece Gin, uma jovem pouco convencional. A forma que os dois se encontram é diferente, como tudo com a garota, que é brigona, estressada, mas tem seus momentos doces.

11 de junho de 2013

Lançamento do Songbook do músico Vitor Ramil


Ficha Técnica
Vitor Ramil - Songbook
ISBN 978-85-8174-006-5
Assunto: artes/música
Páginas: 304
Peso: 0,6 Kg
Preço de capa: R$ 44,90

O músico, cantor e compositor Vitor Ramil ganha um novo produto no mercado: um songbook à altura de quem é considerado uma das grandes referências da música popular brasileira. Completo, com uma biografia ilustrada, partituras, cifras, afinações e diagramas de suas canções, o livro chega neste mês pela editora Belas-Letras

10 de junho de 2013

Clipe da Semana - Torn


A escolha do clipe da semana foi engraçada. Estou fazendo uma maratona da série Dawson's Creek. Por conta disso estou ouvindo muitas músicas dos anos 90. Aí vendo vídeos no Youtube acabei me deparando com o clipe de Torn, o primeiro single da Natalie Imbruglia, lançado em 1997. Lembro que eu era bem nova quando ela apareceu, mas eu gostava muito. Se eu continuar fazendo essa "garimpada" da música dos anos 90, posso acabar montando uma playlist das minhas favoritas. Tem umas coisas bem legais e que lembram a minha infância.

9 de junho de 2013

Promoção do livro Andanças


Quem frequenta o blog já deve saber que eu lancei um livro: Andanças. (Para conhecer a sinopse a adicionar no Skoob clique aqui)

Durante o mês de junho o livro está por R$: 30,00 (sem frete) + marcador e caneta exclusiva. Para comprar seu exemplar é só entrar em contato através do e-mail carissavieira@gmail.com
7 de junho de 2013

Estou ouvindo - Letras que me fazem pensar


Tenho ouvido muitas músicas de muitos estilos. Então resolvi fazer uma playlist de algumas que eu adoro as letras. Algumas são profundas e me fazem pensar bastante, outras são bonitas. E de alguma forma todas são significativas na minha vida.

6 de junho de 2013

Resenha: Easy


Título original: Easy
Autora: Tammara Webber
Editora: Publicação própria
Ano: 2012
ISBN: 2940014389877
Páginas: 320

Ando apaixonadinha pelos livros chamados “new adult”. Provavelmente porque seus protagonistas estão mais ou menos na mesma fase da vida que eu, e eles tratam de assuntos que me interessam e que fazem parte da vida dos jovens de hoje. E foi quando estava em busca de um romance contemporâneo e que me fizesse ficar apaixonada, que me deparei com “Easy”.

O livro de Tammara Webber conta a história de Jacqueline Wallace, uma jovem que, apaixonada, segue seu namorado até a faculdade. Tudo poderia ser um grande conto de fadas, se não fosse o fato dela levar um pé na bunda e acabar fazendo um curso que no fundo não era o que ela desejava, em uma universidade que não era a que gostaria de estar, e ainda ter que pagar uma disciplina de economia com o próprio ex. Para piorar ela tem poucos amigos, já que seu círculo social era praticamente formado pelos amigos do antigo namorado. O cúmulo da felicidade, não? Definitivamente não.
5 de junho de 2013

Promoção Fogueira de Livros #BlogueirosPE


Novo mês, nova promoção dos #BlogueirosPE. Desta vez com uma promoção um pouco mais macabra (e o Halloween ainda está longe). Fogueiras matam bruxa, vampiros, seres místicos e macabros. Então decidimos sortear livros com esses seres.

São eles:

- Ladrão de Almas;
- A Breve Segunda Vida de Bree Tanner;
- Morga - A Maga do Vento.

Querem ganhar os livros? Então é só preencher o formulário abaixo.

Livros certos em momentos errados


Passaram “A Cartomante”, de Machado de Assis, como leitura obrigatória para o meu primo de 11 anos. Por mais que eu acredite que temos que conhecer nossos grandes autores, e todos os gênios literários do mundo, não existe cristão que me faça entender como um professor obriga uma criança a ler um texto como esse, para o qual ela inegavelmente não está preparada.

A discussão é velha, a maioria dos leitores de ficção contemporânea e de fantasia comenta, os blogueiros literários ao redor do país também, e nada muda. Os anos vêm e vão e continuam obrigando crianças e adolescentes a lerem livros que ao invés de aproximar o jovem da literatura, afasta. Não interessa quão interessantes, importantes e inteligentes os clássicos sejam, quando você ainda é muito novo e sem bagagem intelectual, emocional e moral todas as qualidades presentes nessas histórias de nada adiantam. São apenas folhas de papel contando uma história que não lhe chama atenção.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu nome é Carissa Vieira, tenho 25 anos e sou de Recife. Adoro cinema e literatura. Sou autora do livro Andanças, lançado no final de 2012.

Se inscreva no YouTube

Siga por Email

Meu livro: Andanças

Tecnologia do Blogger.

Blog archive

Afiliados

Siga pelo Bloglovin

Follow on Bloglovin